.

.

sábado, 22 de abril de 2017

As Ameaças Que Pairam Sobre o Processo Eleitoral

Fonte :Unitaangola
As ameaças que pairam sobre o processo eleitoral – Vitorino Nhany -
Nhany 3.jpg
CONFERÊNCIA DE IMPRENSA - 20 de Abril de 2017
As ameaças que pairam sobre o processo eleitoral
– Vitorino Nhany -

Angolanas!
Angolanos!
Companheiros!
Caros jornalistas!
Estamos na fase crucial do processo eleitoral que vai levar os cidadãos angolanos com capacidade eleitoral activa, ao exercício do poder político, nos termos da Constituição, a fim de escolherem aqueles que no prazo de cinco anos vão conduzir os seus destinos e os de Angola.

À luz do artº. 3º da Lei 36/11 de 21 de Dezembro nos seus pontos 1 e 2, consagra-se o seguinte:
1 - “Compete ao Presidente da República convocar e marcar a data das eleições gerais, ouvida a Comissão Nacional Eleitoral e o Conselho da República”!
2- “As eleições gerais são convocadas até noventa dias antes do termo do mandato do Presidente da República e dos deputados à Assembleia Nacional e realizam-se até trinta dias antes do fim do mandato”!

Tendo terminado a fase de registo eleitoral e sabendo-se que, por força da Constituição e da Lei, o senhor Presidente da Republica convocará, em breve, as eleições, a UNITA vem, para o interesse nacional, salientar as ameaças que pairam sobre o processo eleitoral, pois, um dos pilares da democracia, sagrado, em todos os estados democráticos de direito consiste na realização de eleições livres, justas, transparentes e periódicas.

As nossas leis afins são claras e sendo a lei um instrumento jurídico que limita a acção do homem, é conveniente, para a estabilidade política do país, que não seja o homem a limitar a acção da lei.

miércoles, 19 de abril de 2017

Declaração Sobre Processo Eleitoral


Fonte :Unitaangola
Declaração sobre a evolução do Processo Eleitoral
Comicio 1.jpg
Aproximando-se o momento da convocação do povo angolano para o exercício do poder político, nos termos da Constituição, o Comité Permanente da Comissão Política da UNITA, reunido ontem em Luanda sob a orientação do seu Presidente, Dr. Isaías Henrique Ngola Samakuva, apreciou a evolução do processo eleitoral em curso e decidiu tornar público a seguinte declaração:

1. A UNITA saúda o povo soberano de Angola em especial a sua juventude por ter sabido preservar a paz nos últimos quinze anos, consentindo sacrifícios, aturando humilhações, sofrendo fome, suportando múltiplas violações de seus direitos fundamentais e resistindo à impunidade dos que assaltam os cofres do Estado para o enriquecimento ilícito. Esta paz sofrida é que vai permitir aos angolanos concretizar a mudança agora, pacificamente, através de eleições livres e justas.

2. A UNITA manifesta a sua profunda preocupação pelo facto de o Ministério da Administração do Território não ter respondido ainda às questões que lhe foram colocadas em Fevereiro e Março sobre a integridade e lisura do processo de registo eleitoral.

martes, 18 de abril de 2017

Mulher Sente-se Abandonada

Fonte :KUP
Mulher sente-se abandonada pela polícia por prender delinquente
policia-logo (1).jpg
Angélica Maria está a ser ameaçada por familiares de um rapaz de 17 anos idade que, no dia 12 de Janeiro do ano em curso, furtou um gerador, tendo sido apanhado momentos depois pela proprietária que o levou a uma esquadra policial, sita no bairro Malangino, distrito urbano do Kilamba Kiaxi.

Recolha de Cartões Eleitorais

Fonte :KUP
Recolha de cartões eleitorais chega à EPAL
CNE-Registo-Eleitoral-Angola- EPAL.jpg
O processo de recolha coerciva de cartões eleitorais aos cidadãos chegou também à Empresa Pública de Águas de Luanda, soube a KUP de fonte segura.

Segundo a fonte, o objectivo da recolha de cartões não foi dado a conhecer pela direcção da empresa, que preferiu fazer apenas um comunicado a pedir aos trabalhadores no sentido de apresentarem os seus cartões, cujas cópias fariam parte do processo individual.

Indignados, alguns funcionários que quiseram saber dos reais motivos, foram surpreendidos com informações segundo as quais, se tratava de um processo normal exigido pelo Executivo para obrigar todos os cidadãos a obterem o cartão eleitoral.

SIC Acusados de Perseguir

Fonte :KUP
SIC acusados de perseguir activistas nas lundas
sic-angola.jpg
Pelo menos 6 activistas do Movimento do Protectorado Lunda Tchokwe são dados como desaparecidos no sector de Kafunfo, município do Kuango, província da Lunda Norte, depois terem sido perseguidos, alegadamente por elementos afectos aos Serviços de Investigação Criminal (SIC) .

Uma fonte deste Movimento disse à imprensa, no passado domingo, 16, que a acção atribuída SIC não é a única realizada este ano. Enquanto o decorria o registo eleitoral, dezenas de activistas foram perseguidos, detidos e torturados pela Polícia Nacional por a terem estado a desencorajar a população de se registar.

Funcionários da PGR

Fonte :KUP
Funcionários da PGR transportam provas de crimes em candongueiros
PGR-1-600x280.png
Sem subsídio para deslocação, trabalhadores são obrigados a transportar documentos, armas de fogo e outras matérias de crime em condições de risco, denuncia sindicato.

A falta de transporte para os funcionários da Procuradoria-Geral da República (PGR) obriga os técnicos de justiça a transportarem a maior parte dos materiais de crime nos candongueiros, mesmo quando estes estão ainda em fase de investigação.

A revelação foi feita ontem pelo secretário-geral do Sindicato Nacional dos Técnicos de Justiça e Administrativos do Ministério Público, Elias Pinto, que ameaça convocar uma greve geral para o dia 27 de Abril, caso a PGR e o governo não solucionem os problemas dos trabalhadores num prazo de dez dias de moratória solicita pela própria entidade patronal.

Economista Defende

Fonte :KUP
Economista defende aumento do salário mínimo na ordem de 45 mil kwanzas
Salário-minimo.jpg
O aumento gradual até aos 15 % do salário mínimo da função pública, não vai compensar os custos das famílias a viverem de baixo da linha da pobreza, aprovado pelo Estado angolano, na recente reunião do Conselho de Ministros de 12 de Abril de 2017.

A posição é do Economista, Precioso Domingos, que olhando para a camada de angolanos em pobreza extrema, tal aumento, apontado pelo pesquisador como estando na ordem dos 39 mil Kwanzas, não compensa as despesas das famílias mais vulneráveis.

jueves, 13 de abril de 2017

UNITA Denuncia Intolerancia



UNITA em luanda denuncia intolerância política no zango
 
O Secretário-Regional da UNITA, na Região Eleitoral de Viana, António Kutyanguia denuncia intolerância política, que estão a ser protagonizados por membros do MPLA, no Zango, incluindo o 1º Secretário do Comité de Moradores, Firmino Alberto e o Administrador Adjunto do Kalumbo, João Tchieza.

A situação foi dada a conhecer esta sexta-feira, 07 de Abril de 2017, a Rádio Despertar Comercial, pelo dirigente regional.

Professores Voltam a Greve


Professores voltam à greve no final de abril

Os sindicalistas disseram que os professores perderam o medo e estão dispostos a nova paralisação já no final deste mês, caso os seus problemas não sejam resolvidos.,

O Sindicato dos Professores (Sinprof) denunciou detenções e coações sobre os docentes, durante os três dias de greve que decorreram em todo o país desde quarta-feira até sexta-feira da semana finda, prometendo desde já nova paralisação no final do mês.

O presidente do Sinprof, Guilherme Silva, no balanço desta greve de três dias em todo o país, mas, que se fez sentir, sobretudo na cidade capital, onde houve uma adesão de 90%, dos grevistas.